Dados da seleção da África do Sul


O caminho à África do Sul
A África do Sul se classificou automaticamente por sediar a competição.

As estrelas
Talentoso maestro no meio de campo, Steven Pienaar é o grande trunfo da África do Sul: é ele quem traz a inovação e a imaginação necessárias para a equipe. Desde a sua transferência para o Everton, da Inglaterra, Pienaar se reinventou e amadureceu, tornando-se um jogador versátil e completo. Ninguém na África do Sul discute a confiança que ele esbanja em campo e a sua habilidade de inspirar a seleção. As atuações na Copa das Confederações da FIFA foram mais um lembrete de que ele será essencial para que a África do Sul tenha sucesso em 2010. Por outro lado, pode-se argumentar a favor da importância de dois jogadores que trabalharam incansável e eficientemente com pouco reconhecimento: os alas Siboniso Gaxa e Tsepho Masilela.
O técnico
Comandando a África do Sul pela segunda vez, Carlos Alberto Parreira foi recebido com reações diferentes no país, ainda que os muitos fãs do técnico brasileiro estejam convencidos de que ele é a figura ideal para conduzir o plantel à "Terra Prometida" em 2010. Parreira é certamente qualificado, pois levou o Brasil ao título da Copa do Mundo da FIFA Estados Unidos 1994. O viajado treinador também tem muita experiência, o que será vital para revitalizar uma seleção sul-africana que vem enfrentando problemas significativos na preparação para o torneio. No entanto, Parreira torcerá para evitar as dificuldades que encarou durante o seu primeiro e complicado período como técnico, no qual a África do Sul não passou da primeira fase da Copa das Nações Africanas em 2008.
Participação anterior
A África do Sul não passou da fase de grupos nas duas únicas vezes em que disputou a Copa do Mundo da FIFA, escrita que o selecionado quer agora deixar para trás. A primeira participação foi na França 1998, seis anos depois de o país ser reaceito pela FIFA. Apesar de uma derrota por 3 a 0 diante da França no primeiro jogo, os sul-africanos se recuperaram e conquistaram resultados honrosos contra Dinamarca e Arábia Saudita, empatando com ambas as seleções. Na Coreia/Japão 2002, a África do Sul teve a oportunidade de se superar, mas foi eliminada ao fim da fase de grupos apesar de derrotar a Eslovênia por 1 a 0 na sua primeira vitória em uma Copa do Mundo da FIFA.
Números

    • Benni McCarthy marcou o primeiro gol da seleção sul-africana em uma Copa do Mundo da FIFA no empate em 1 a 1 contra a Dinamarca em 18 de junho de 1998.
    • O atual capitão da África do Sul, Aaron Mokoena, é o jogador com o maior número de partidas pela seleção.
    • Em 1996, logo na sua primeira participação, a África do Sul sediou e venceu a Copa das Nações Africanas, derrotando na final a Tunísia por 2 a 0 no Estádio Soccer City em Johanesburgo. Os sul-africanos foram vice-campeões da edição seguinte do torneio após perderem a decisão para o Egito por 2 a 0.
O que eles disseram:

"Temos consciência de que é uma honra enorme jogar uma Copa do Mundo em casa, pois poucos jogadores tiveram esse privilégio. Também sabemos o tamanho da tarefa que temos à nossa frente. A Copa do Mundo é a nossa prioridade, o nosso maior objetivo. Temos que representar o nosso país com orgulho."
Aaron Mokoena, capitão da África do Sul

external image selecao-africa-sul.jpg