external image 220px-Kenteweaving.jpg

Talvez a mais visível (e vendável) contribuição cultural de Gana atualmente seja o tecido conhecido como kente, que é amplamente reconhecido por suas cores e simbolismo. O kente é feito por habilidosos tecelões ganenses, e os principais centros de tecelagem situam-se em volta da cidade de Kumasi (Bonwire é conhecida como a terra do kente, apesar de algumas áreas da região do rio Volta também reclamarem o título).

Ali se encontram vários tecelões produzindo longas peças de kente. Estas peças podem ser costuradas juntas para formarem os grandesturbantes que são usados por alguns ganenses (especialmente chefes) e são comprados por turistas em Acra e Kumasi.

Após a independência, a música de Gana floresceu, particularmente um estilo dançante chamado high life, que é muito tocado nos bares e clubes do país. Muitos ganenses são adeptos da percussão, e não é incomum escutarem-se tambores sendo tocados em eventos sociais.




TEXTO E IMAGEM: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gana#Cultura



População e Costumes de Gana


Gana
tem uma população de 18 milhões de habitantes, o 32% são cristãos, 30% muçulmanos e 38% praticantes de cultos tradicionais africanos. A maioria fala inglês, embora coexistem perto de 75 línguas e dialetos africanos como o akan, wl twi, o fante, o eweou o dagbeni, entre os principais. Um detalhe característico do modo de falar dos povoadores é que geralmente pronunciam o som da letra "r" como "l". Assim por exemplo, Accra pronuncia-se "accla".
Um costume muito popular entre a etnia, na Costa de Gana, é enterrar seus mortos em imaginativos ataúdes que refletem o status social do falecido e a razão de seu sucesso na terra. Para isso utilizam as mais variadas produções artesanais: talhas de madeira, pinturas e inclusive objetos e alimentos como sementes de cacau, etc.

Gastronomia de Gana

Entre os pratos mais típicos de Gana destaca o Fufu (casabe fermentado), uma entrada acompanhada de algum molho a base de amenduim ou uma mistura viscosa de quingombó. Pode-se degustar principalmente nos chamados "chop bar". As frituras são típicas comidas de rua, enquanto o pintade (aves guineanas) são servidas nos restaurantes do norte.
Aconselhamos que experimente o arroz com peixe defumado. Bebidas Pode-se beber a cerveja produzida localmente chamada Pito, servida em vasos de cabaça tradicionais da zona nordeste. Seu sabor é singular e agradável. Lembre-se beber sempre água engarrafada.

Locais Turísticos de Gana

ACCRA

A capital do Gana é uma cidade viva 24 horas do dia. Está lotada de árvores que coexistem com os escritórios de governo e as lojas por todas suas ruas. Ali encontrará o Mercado Makola na rua Kojo Thompsom cuja atividade é constante durante toda a semana. Também encontra-se aberto todos os dias o Museu Nacional de Gana onde exibe-se mostras da história e cultura do país (horário entre 9 e 18 horas). Outro curioso mercado é o Obruni Wao, perto da estação, onde também vende-se roupa de segunda mão, e o Timber, mais longe do centro, onde encontram-se objetos curiosos com animais e fetiches típicos.
O Centro de Artes, oficialmente conhecido como Center for National Culture, é um lugar cheio de objetos de artesanato de Accra: roupa tradicional, objetos de madeira, esculturas, instrumentos típicos, etc. Na parte oeste da cidade encontra-se o Mercado Kaneshie, uma visita que vale a pena. Ali pode-se encontrar desde alimentos até as melhores telas.
Não deixe de visitar a Praça da Independencia, com seu arco, a Casa do Parlamento e as Cortes, pois estas construções são distintivos da cidade.
Os Tres Fortes de Accra (James Fort, Ussher Fort e Christianborg Castle -conhecido como "O Castelo") guardam o panorama e são fieis testemunhas da história da civilização. O primeiro deles é agora uma cadeia e o segundo e o terceiro são utilizados pelas autoridades oficiais.

PRAIAS PRÓXIMAS A CAPITAL

Ao longo da rua Labadi encontrará o caminho que conduz a Praia Labadi, um popular ponto para os veranistas de fim de semana. Mais adiante aproximadamente, sete quilômetros fica Praia Coco, muito mais encantadora. Continuando pelo mesmo caminho chega-se a Praia Kokrobite, que acolhe a Academia de Artes e Música Áfricana (AAMAL). Devido a Academia, as noites nesta zona tornam-se verdadeiras festas de música tradicional, especialmente durante os finais de semana.

ARREDORES DE ACCRA

Um dos atrativos mais impressionantes da zona, a 35 quilômetros da capital, é o Parque Botânico Aburi, criado pelos britânicos há mais de 100 anos. A Universidade do Gana, a mais antiga do país, merece também uma visita.

Arte e Cultura de Gana

As tradições do Gana são excepcionalmente interessantes nas artes, festivais e rituais. As vilas artesanais são popularmente conhecidas pela produção de téxtis e prendas de variadas cores e desenhos como o Kente, o traje típico dos reis da região central.
Ao longo do país encontrará numerosos assentamentos tribais que ainda praticam suas crenças religiosas tradicionais. Não é estranha a existência de tótens e túmulos sagrados para os moradores, que não encerram apenas um místico elo de história africana, mas uma beleza artística inigualável. As esculturas geralmente têm forma de animais, frutas ou vegetais que guardam uma importância particular no modo de vida tribal.
A literatura do Gana é uma das mais brilhantes e ancestrais de todo o continente africano. Entre os escritores que viveram após do período independentista destacam Ayi Kwei Armah e seu romance "Os belos ainda não nasceram"; Kofi Awoonor e "Esta terra, minha irmã"; Amu Djoleto e "Furacão de Poeira" e Kojo Laing com "Buscar o doce País". Além do romance, em Gana tem-se cultivado o teatro e a poesia.

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ganahttp://www.portalbrasil.net/africa_gana.htmhttp://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/gana/gana.php

home
Gana